Puma recuperado de um Zoológico onde era maltratado vive agora como um mimado “gatinho” de estimação

Mariya e Aleksandr Dmitriev partilham um apartamento de um quarto com um dos maiores nomes do futebol – Messi. Não a estrela em si, mas o seu homónimo – um puma de 40kg. O casal russo viu pela primeira vez o Messi no zoológico de Saransk, em Penza, Rússia, quando ele tinha apenas oito meses de idade e decidiram na hora que o deveriam retirar dali.

Messi foi um dos três filhotes nascidos no zoológico. Os outros dois, Suarez e Neymar, também receberam o nome de jogadores famosos para celebrar o a circunstância de a cidade russa sediar quatro partidas do Mundial. O filhote foi vendido ao Zoológico de Saransk quando tinha três meses de idade e sofria de problemas de saúde. Sentindo compaixão para com o animal doente, Dmitriev apelou ao zoológico, perguntando-lhes se o poderiam comprar.

Segundo a sua esposa Mariya, Aleksandr, de 38 anos, sempre sonhou ter um gato grande: “Ele sempre sonhou ter um lince – nunca um puma. É difícil explicar, mas acreditamos que ter este puma faz parte do nosso destino”.

“Passámos por três dias de reflexão sobre se seria moral ter um puma em casa e se era algo que deveríamos fazer ou não. Mas nada poderia combater o nosso desejo repentino”, disse Mariya, 28, ao Mirror. “Então fomos ao zoológico e iniciamos as negociações para comprar o Messi. Ficamos surpresos quando eles concordaram.”

Assumir os cuidados do Messi foi um desafio em muitos aspectos. Além de ser um animal selvagem, o felino precisava de cuidados médicos especiais, “ele era bastante fraco e exigia muita atenção”, disse Mariya. Mesmo que o casal tenha tratado o filhote de volta à saúde, ele ainda tem apenas dois terços do tamanho de um puma médio.

Assim como qualquer outro animal de estimação, Messi exige muito trabalho, e foi por essa razão que os seus “pais humanos” compraram alguns acessórios especiais para o levarem a passear à rua. “Ele é como um cão. Nós começamos a levá-lo para uma caminhada, passo a passo. O animal não tinha estado realmente ativo antes, Aleksandr disse numa entrevista à RT : “Agora nós caminhamos muito, duas vezes por dia, como deveria ser. Não difere muito de ter um cão, nesse sentido”.

No entanto, ao contrário de um treino de cães, este gigante adorável não foi fácil. O casal tentou encontrar um tratador de animais selvagens, mas não teve sucesso.

Finalmente, encontraram uma escola de treino de cães no qual ele poderia participar e agora responde a cerca de 10 comandos diferentes.

“Ele convenceu-nos com o seu comportamento de que é um membro pleno da nossa família e que não faria nada de mal além de algumas pequenas travessuras, como qualquer animal de estimação. Ele é muito gentil e gosta do contacto com as pessoas. Ele dá-se muito bem com as pessoas”, diz Aleksandr.

Ter um felino exótico em casa é bastante raro, então, os Dmitrievs documentam a vida com o seu ‘gato doméstico’ nas sociais – e as pessoas adoram. Enquanto o verdadeiro Messi tem 100 milhões de seguidores no Instagram, o felino Messi ainda se sai muito bem com mais de 500 mil seguidores na sua conta @I_am_puma e mais de 170 mil inscritos na sua conta do YouTube .

Mesmo que o casal viva apenas num apartamento de um quarto, eles fizeram o melhor para acomodar o seu grande companheiro. Tais como converter o corredor na “cova do Messi” – completo com uma árvore, paredes de bambu e um buraco escondido.

“Ele é apenas um gato comum, mas grande. Ele tem todos os hábitos de um gato ”, diz Aleksandr.

Como você pode imaginar, alguns activistas de direitos animais e ambientais têm objeções para com os Dmitrievs, por manterem um animal exótico em sua casa e acreditam que o Messi pertence a uma reserva de vida selvagem ou a um santuário. Enquanto outros observam o perigo de viver com animais selvagens.

Mas o casal acredita que ele não sobreviveria ao lado de outros animais, pois nunca viveu sozinho na natureza. “É claro que é muito perigoso ter um felino tão grande em casa, mas Messi é um animal especial”, disse Mariya ao Mirror.

Veja agora o Messi brincando com os seus brinquedos favoritos:

Ou aprenda como lavar um Puma