Escola aprende língua gestual para aluna surda não se sentir excluída

Morey Belanger está a ajudar os seus colegas a aprenderem língua gestual.

Uma escola nos Estados Unidos, Maine, decidiu alterar o seu programa curricular. Todos os seus alunos estão a aprender língua gestual para que a primeira aluna surda daquele estabelecimento de ensino não se sinta excluída.

Morey Belanger, de seis anos, entrou para o infantário da escola de Dayton. Para dar-lhe as boas-vindas a direção da escola decidiu implementar o ensino de língua gestual em todas as classes e espalhou posters com língua gestual pelas paredes do estabelecimento.

Os alunos já aprenderam mais de 20 palavras, incluindo cores e palavras relacionadas com a escola.

“A Morey, sem saber, ensinou-nos muito. Ela trouxe uma cultura para a nossa escola que não tínhamos antes”, sublinhou a diretora da escola Kimberly Sampietro, que acrescentou que a menina está a ajudar os seus colegas. “Os miúdo aceitaram-na. Admiram-na, querem estar com ela”.

Shannon Belanger, a mãe de Morey, ficou surpreendida com o apoio de toda a comunidade escolar à sua filha. “Acho que fá-la sentir-se bem-vinda. Acho que os colegas ficam entusiasmados por aprenderem outra linguagem e pensam que é divertido”, salientou.

Via: noticias ao minuto